PESSOA FÍSICA PODE EMITIR BOLETO?

Uma dúvida que sempre ronda a pessoa física é se ela pode emitir boletos. E temos uma boa notícia para dar: pessoa física pode sim emitir boletos, e o mercado atual dispõe de várias formas para a emissão de cobranças utilizando sistemas fáceis, práticos e seguros.

Emitir boleto

Essa emissão pode ser feita com a manutenção de uma conta corrente em alguma instituição bancária ou em uma plataforma intermediadora de pagamentos online.

É importante ressaltar que não há nenhuma restrição para que uma pessoa física possa emitir boleto, apesar de essa ser uma forma de cobrança mais comum entre pessoas jurídicas.

COMO EMITIR BOLETOS?

Para emitir boletos por um banco ou instituição financeira, a pessoa física precisará ter uma conta corrente em seu nome além ter que contratar o serviço de carteira de cobranças dessas instituições. 

Desta forma de emissão, é válido lembrar que existem algumas tarifas a serem pagas pelo cliente que emite o boleto.

Para contratar esse serviço junto a instituição bancária é simples, basta solicitar ao gerente de sua agência. A contratação é rápida e prática, mas vale lembrar que são geradas as identificações de pagamentos e estes são creditados diretamente na sua conta bancária. No entanto, dependendo do seu relacionamento com o banco as taxas a serem cobradas podem ser mais baratas ou a instituição pode cobrar apenas pelos boletos emitidos.

Outra forma de uma pessoa física emitir boletos é através de plataformas intermediadoras de pagamentos online. O mercado dispõe de diversas empresas que oferecem esse tipo de serviço e você pode escolher qual a mais vantajosa para a emissão de seus boletos.

No caso dessas plataformas, os boletos, quando gerados, normalmente saem em nome dos intermediários do pagamento, ou seja, as empresas que estão intermediando o pagamento, e não no nome da pessoa física. Porém é uma forma simples e rápida, e que na maioria dos casos têm custos muito inferiores para quem está realizando a transação em relação aos bancos.

Geralmente a taxa cobrada por essas plataformas é uma porcentagem sobre a venda.

Para utilizar esses serviços, você precisa se cadastrar no site e verificar sua conta, ou seja, verificar seus dados pessoais e endereço. Mas de qualquer forma, é preciso também ter uma conta corrente ou poupança, para que o dinheiro possa ser transferido.

É simples: escolha a plataforma, faça o cadastro, registre seu endereço junto com os seus dados pessoais e os dados da sua conta corrente ou poupança, e aguarde aprovação para poder passar a emitir os boletos.

As plataformas intermediadoras de pagamentos online têm um passo a passo completo de todo o processo. Mas vale ressaltar que antes de procurar sites que ofereçam esse serviço, é preciso verificar se a plataforma é segura.